OesteSustentável permite a escola poupar mais de 3.200 euros por ano com a instalação de iluminação LED

OesteSustentável permite a escola poupar mais de 3.200 euros por ano com a instalação de iluminação LED

A OesteSustentável – Agência Regional de Energia e Ambiente do Oeste instala iluminação LED na Escola Profissional Agrícola Fernando Barros Leal em Torres Vedras, no âmbito do projeto “LEDíficios do Oeste”, que permitirá uma poupança estimada de 18 332kWh/ano, evitando cerca de 7,61tonCO2 para atmosfera, representando assim uma poupança anual de mais de 3.200€.

A OesteSustentável em parceria com a Escola Profissional Agrícola Fernando Barros Leal (EPAFBL), promoveu a substituição dos sistemas de iluminação nos edifícios escolares em Runa (Torres Vedras), no âmbito do projeto “LEDíficios do Oeste”.

Esta intervenção tem uma poupança estimada de 18 332 kWh/ano, evitando cerca de 7,61tonCO2 para atmosfera, representando assim uma poupança anual de mais de 3 200€ para a EPAFBL, esta representa uma redução de 63% nos custos com a fatura de energia elétrica, tendo um retorno do investimento na ordem de um ano, o que significa que ao décimo segundo mês após a instalação, a intervenção ficará paga apenas com as poupanças obtidas.

De relembrar, que anteriormente a OesteSustentável já tinha instalado uma sala LED, uma microturbina eólica e um sistema fotovoltaico de autoconsumo nesta escola no âmbito da atribuição de três prémios em projetos ambientais. Assim, o trabalho em parceria com a OesteSustentável, tem permitido à Escola Profissional Agrícola Fernando Barros Leal reduzir custos em cerca de 5 150€ por ano, reduzir o consumo anual de energia elétrica em cerca de 30 480 kWh e evitar cerca de 12,66 toneladas de emissões de gases de efeito de estufa (CO2).

O projeto “LEDíficios do Oeste” na sua globalidade, visa reduzir o consumo de energia elétrica e melhorar a eficiência energética em edifícios da região Oeste e prevê a substituição de cerca de 28 mil lâmpadas fluorescentes tubulares e de halogénio por lâmpadas LED em edifícios municipais, quartéis de bombeiros, estabelecimentos escolares e instituições de solidariedade social localizados na área de abrangência da OesteSustentável.

Este tem um orçamento global previsto de 560 mil euros, cofinanciados a fundo perdido em 71,19% e surge no âmbito do Plano de Promoção da Eficiência no Consumo de Energia Elétrica (PPEC 2017/2018), que apoia financeiramente iniciativas que promovam a eficiência e redução do consumo de eletricidade em diferentes segmentos de consumidores. O PPEC 2017/2018 aprovou 75 medidas que serão implementadas por 33 promotores, tendo o projeto “LEDíficios do Oeste” obtido a melhor classificação no seu segmento de entre 35 projetos candidatos.