Opinião: “Dia da Terra 2018: Acabemos juntos com a poluição do plástico”

Opinião: “Dia da Terra 2018: Acabemos juntos com a poluição do plástico”

Categoria Advisor, Opinião

Por: Louise Koch, Corporate Sustainability Lead para a região EMEA na Dell.

O desafio para o Dia da Terra deste ano é a eliminação da poluição do plástico que ameaça o nosso mundo. Governos, empresas e organizações já assumiram o compromisso de combater a questão da poluição causada pelo plástico, mas este também é um problema pessoal e que diz respeito a cada um de nós. Quando o plástico entrou em cena em 1907 era revolucionário e rapidamente se tornou parte das nossas vidas quotidianas. Este alterou tudo, nomeadamente, a forma como comemos, fazemos compras ou até viajamos. Todavia, negligenciámos de forma coletiva até que ponto o plástico é prejudicial à saúde humana, aos nossos ecossistemas globais e à alteração climática.

Como resultado, o oceano, o nosso maior recurso mundial, está sob ataque e todos nós temos de assumir a responsabilidade por isso. A nossa cultura do descartável resulta em pelo menos oito milhões de toneladas de plástico a entrarem no oceano a cada ano que passa, e os investigadores preveem que até 2050 haverá mais plástico no oceano do que peixe.

O plástico nunca se degrada completamente, este apenas se decompõe em pedaços de menor dimensão. A grande maioria dos bocados de plástico no oceano tem menos de 5 milímetros de tamanho, pelo que os peixes muitas vezes os confundem com fitoplâncton (confira o ponto de vista da vida submarina através da nossa experiência Baleia Solitária em VR disponível no site da Dell Technologies). Isto significa que qualquer pessoa que consuma uma “quantidade média” de peixe e marisco ingere aproximadamente 11.000 partículas de plástico por ano, o que é um pouco assustador se considerarmos que a exposição excessiva a produtos químicos plásticos pode originar certos tipos de cancro, distúrbios imunológicos e obesidade.

A poluição do plástico não afeta apenas a vida marinha, também tem um impacto enorme nas alterações climáticas. Quando o plástico é colocado no aterro, provoca um aumento nas emissões de gás metano (uma das principais causas do aquecimento global). Além disso, e como o plástico é um produto derivado do petróleo, basta criá-lo para libertar gases de efeito estufa para a atmosfera. Isto significa que o plástico impacta o nosso clima ao longo de todo o seu ciclo de vida.

Com uma população cada vez maior, estas questões ambientais não mostram sinais de desaceleração, e isso não irá acontecer a menos que nos unamos e encaremos o problema de frente. Como poderemos, então, todos nós desempenhar um papel para parar a crise do plástico?

Todos sabemos que o plástico desempenha um papel enorme, e conveniente, na forma como vivemos, e por isso ainda é muito difícil ficarmos completamente livres do plástico. Dito isto, todos nós podemos fazer pequenas alterações que terão um grande impacte.
1) Agradeça, mas diga “não, obrigado”: Uma forma realmente fácil de reduzir o seu consumo de plástico é simplesmente recusá-lo de forma educada quando lhe for oferecido. Um bom exemplo é recusar as palhinhas em restaurantes e bares, uma iniciativa apoiada por campanhas como a #StopSucking liderada pela Lonely Whale ou a Last Straw da Evening Standard. Evitar artigos que tenham embalamento plástico em excesso e recusar os sacos plásticos adicionais ao comprar produtos frescos também são maneiras simples de evitar o uso desnecessário de plástico.

2) Acabe com a utilização única: Temos de alterar a nossa visão de curto prazo. É certo que usar artigos descartáveis pode ser mais conveniente. Mas fazer pequenas trocas, como por exemplo usar um copo reutilizável para o seu café da manhã (com o bónus adicional de muitas lojas estarem a oferecer descontos se levar o seu próprio recipiente) ou transportar as suas compras num saco de lona em vez de plástico, pode fazer uma diferença significativa a longo prazo. Este ano na Dell Technologies World não haverá garrafas de plástico e evitaremos usar 65.000 garrafas de água em plástico, o que prova como uma pequena troca nos nossos hábitos pode ter um grande impacte. Ao pensar e preparar o futuro, também pode reduzir de forma considerável e consistente a quantidade de plástico que usa.

3) Reciclar, reciclar, reciclar: Antes de colocar no lixo, consulte os símbolos de reciclagem. Se não colocarmos plástico nos depósitos de reciclagem, ele irá parar aos aterros. Temos de desviar no máximo possível a quantidade de plástico que aí acaba – é nossa responsabilidade. O lixo eletrónico acaba por ser outro grande problema atualmente. Hoje em dia, as pessoas trocam os seus computadores e telefones portáteis a cada dois anos, o que faz com que a população global tenha gerado 44,7 milhões de toneladas de lixo eletrónico só em 2016, das quais apenas 20 por cento foi reciclada. Antes de deitar o artigo plástico no caixote do lixo, verifique se o fabricante oferece algum tipo de serviço de reciclagem. Na Dell, oferecemos um serviço de devolução gratuito para clientes particulares e empresas, em que depois reciclamos o plástico para fazer novos produtos. De facto, a Dell está agora a levar a cabo um programa piloto para reutilizar o ouro do lixo eletrónico em milhões de novas placas-mães.

4) Escolha as suas marcas com sensatez: A sustentabilidade tornou-se um grande foco para muitas marcas, independentemente do produto ou serviço que oferecem. Por isso, não se apresse e procure marcas que adore mas que também adotem uma perspetiva ambiental. Algumas organizações, como a Dell, já estão a usar plástico retirado do oceano e recursos naturais, como o bambu, para criar embalagens sustentáveis, e os retalhistas de moda como a Adidas estão inclusive a criar coleções de roupa ambientalmente consciente.

5) Aderir às iniciativas para eliminar o plástico existente: Reduzir o uso de plástico no futuro é muito importante, mas também é necessário que lidemos com o lixo plástico já existente. Organizar uma limpeza de praia ou de áreas fluviais é uma ótima forma de reverter os danos já causados. É também uma possibilidade de envolver os seus amigos, colegas de trabalho ou a sua comunidade local, e de os ajudar a perceber a importância de combatermos este problema juntos.

Este Dia da Terra é uma oportunidade para cada um de nós refletir sobre como as nossas ações afetam a nossa saúde e o meio ambiente em que vivemos. É por isso que milhares de colaboradores da Dell em todo o mundo se têm vindo a envolver em atividades de limpeza do meio ambiente, não só neste dia mas também ao longo do ano. No fundo, fazem a sua parte e ajudam a aumentar a consciencialização local e global sobre o papel que todos nós devemos desempenhar. Todos temos a responsabilidade de proteger o planeta, e cabe-nos a nós cuidarmos dele para as gerações vindouras. A poluição de plástico não vai desaparecer da noite para o dia, mas se cada um de nós der pequenos passos para reduzir o consumo de plástico e o desperdício, juntos poderemos fazer uma grande diferença.