Poluição agrava preços dos usados importados

Poluição agrava preços dos usados importados

Os impostos sobre os carros usados importados vão aumentar no próximo ano, exceto nos modelos mais recentes. De acordo com a ARAN, o imposto pode subir milhares de euros, revela o Correio da Manhã de hoje.

O Orçamento do Estado para 2017 introduz mudanças no cálculo da desvalorização dos automóveis importados, em sede de Imposto Sobre Veículos (ISV), após uma decisão do Tribunal de Justiça Europeu, que exigiu um desagravamento fiscal sobre estes veículos. O Governo acatou a decisão e reduziu a carga fiscal sobre a componente da cilindrada, mas deixou de fora a componente ambiental – cujo peso no imposto é superior, explicou ao CM Joana Neves, da Deloitte.

Fonte do Ministério das Finanças confirma que a componente da cilindrada pagará menos de imposto em 2017. Já a componente ambiental não sofre alterações porque “o CO2 de um carro usado não é menos gravoso para o ambiente do que o de um carro novo”.

Segundo a ARAN, apenas os carros mais recentes e com menos emissões ficam mais baratos, em 2017. “Até agora havia um desconto sobre a componente cilindrada e sobre a componente ambiental”.