Portugal associa-se à campanha “Plastic Pirates- Go Europe!”

Portugal associa-se à campanha “Plastic Pirates- Go Europe!”

Portugal alia-se este ano à campanha científica internacional “Plastic Pirates- Go Europe!”. Até 30 de junho, os jovens entre os 10 e os 16 anos são desafiados a investigar os resíduos plásticos nos rios e em outros ambientes aquáticos.

Segundo uma nota divulgada à imprensa, a “Plastic Pirates – Go Europe!” é uma campanha internacional de ciência cidadã lançada pelos ministérios da Educação, Ciência e Investigação da Alemanha, Portugal e Eslovénia, que decorre durante este Trio de Presidências do Conselho da União Europeia. Tem como objetivo “sensibilizar os cidadãos para a importância da proteção do ambiente, contribuir para a investigação sobre a poluição de plástico nos rios europeus e destacar o valor acrescentado da colaboração internacional na investigação”, precisa o mesmo comunicado.

Está prevista a extensão da campanha a outros Estados-Membros da União Europeia (UE) para que jovens de toda a Europa possam participar e desempenhar o seu papel no combate à poluição pelo plástico em toda a UE, e não só. Em causa está a proteção do oceano, que começa num qualquer rio ou ribeira da nossa terra. Para perceber melhor a origem dos resíduos plásticos, os “Plastic Pirates” investigam estas massas de água, em particular a sua poluição.

A fase de amostragem da primavera, que é também um período piloto do projeto em Portugal, tem lugar de 1 de maio a 30 de junho. Os jovens cientistas irão trabalhar em pequenas equipas e explorar as massas de água nas suas localidades, procurando micro e macroplásticos, analisando as amostras e apresentando os resultados.

Os dados recolhidos serão posteriormente analisados por cientistas do CCMAR, MARE – UNLisboa, MARE – UCoimbra e CIIMAR, que disponibilizarão os resultados num mapa online . O objetivo é que os participantes sensibilizem o público para a proteção ambiental, contribuindo ao mesmo tempo para a investigação biológica e marinha.