Portugal eleito para Conselho Mundial de Governadores da Água

Portugal eleito para Conselho Mundial de Governadores da Água

O presidente do conselho de administração da Águas do Ribatejo (AR), Francisco Oliveira que preside à assembleia geral da Associação Portuguesa de Distribuição e Drenagem de Águas (APDA) congratula-se com a escolha de Rui Godinho pela sua competência, conhecimento, notoriedade e dedicação ao mundo da água.

De acordo com uma nota enviada à imprensa pela empresa intermunicpal AR, o presidente do conselho diretivo da APDA, Rui Godinho foi eleito para o conselho de governadores (Board of Governors) do Conselho Mundial da Água (World Water Council). Rui Godinho representa a associação congregadora das entidades gestoras portuguesas, cuja assembleia geral é presidida por Francisco Oliveira em representação da Águas do Ribatejo.

O Presidente do Conselho de Administração da AR, e edil de Coruche, congratula-se com a escolha de Rui Godinho pela sua competência, conhecimento, notoriedade e dedicação ao mundo da água. “O engenheiro Rui Godinho é um dos mais reputados especialistas que conhecemos na área da água. Notável investigador, professor e gestor das causas da água, tem dedicado uma boa parte da sua vida a esta missão de dotar Portugal das melhores ferramentas para garantir água segura e de qualidade”, revela Francisco Oliveira.

Rui Godinho é também um dos sete membros da recém-eleita Comissão Executiva (Bureau), coordenada pelo novo Presidente do Conselho Mundial da Água, Loïc Fauchon (representante da Société des Eaux de Marseille, França).

Estas eleições tiveram lugar em Marselha, em 30 de novembro e 1 de dezembro de 2018, na 8ª Assembleia Geral do Conselho Mundial da Água e na primeira reunião do Conselho de Governadores.

O Conselho Mundial da Água tem por fim acompanhar as estratégias mundiais relativas aos recursos hídricos e aos serviços da água e saneamento e contribuir para a promoção da sua definição e desenvolvimento. É também a instituição responsável pela organização trienal do Fórum Mundial da Água. É constituído por um conjunto diversificado de organizações relacionadas com a Água, intergovernamentais como a UNESCO, estaduais ou tuteladas pelos governos, entidades gestoras de água e saneamento, organizações da sociedade civil e instituições académicas ou de natureza profissional.