Poupe energia com as dicas da Bosch

Poupe energia com as dicas da Bosch

01PouparEnergia14 BoschO serviço de certificação energético da Bosch chegou a Portugal em 2012 e, desde então, assume a missão de ajudar a certificar energeticamente a casa dos portugueses. Este inverno, a Bosch quis ir mais longe e pretende ajudar os portugueses a poupar energia através do aproveitamento de recursos da sua própria casa. Desde a iluminação, ao isolamento de paredes e coberturas, passando pela climatização, deixa-lhe aqui algumas sugestões, simples e seguras.

Iluminação

– Na substituição de lâmpadas, opte por lâmpadas economizadoras, reduzindo até 80% o consumo de energia elétrica em iluminação. Por exemplo, a troca de uma lâmpada de halogéneo de 50W, a funcionar 4h/dia, por uma lâmpada LED de 7W, permitirá uma poupança de anual de 9,50€ (considerando um custo de 0,15€/kWh).

– Evitar deixar luzes acesas em espaços sem utilização ou sem ocupação.

– Verifique o estado de limpeza do sistema de iluminação. Uma lâmpada limpa é mais luminosa e eficiente.
Isolamento de paredes e coberturas

-Sabia que a aplicação de 3 cm de isolamento térmico poderá baixar as necessidades de aquecimento do imóvel em cerca de 30%?

-Pintar as paredes e tetos de cores claras irá favorecer a reflexão da luz (natural e artificial), reduzindo a necessidade de iluminação artificial.
A escolha de um aparelho de climatização e aquecimento…

– Ao adquirir aparelhos de ar condicionado escolha sistemas eficientes tipo inverter que irão modelar o seu funcionamento às necessidades de climatização, reduzindo assim energia. A utilização de sistemas de climatização tipo bomba de calor (realiza calor e frio) poderá permitir uma poupança na ordem dos 120€/ano (considerando dois equipamentos com uma potência de 2000 W, a funcionar 5h/dia durante os meses de aquecimento (4 meses).

– Realize ações de manutenção e limpeza das unidades interiores e exteriores de climatização, permitindo garantir a eficiência energética do equipamento.

– Regule eficazmente a temperatura interior. Temperaturas confortáveis:
No inverno: Entre os 18 e os 21ºC
No Verão: Entre os 23 a 25ºC.
Cada grau adicional aumenta o consumo de energia em cerca de 7%.

– Substitua equipamento de produção de Águas Quentes Sanitárias por outro equipamento mais eficiente:
a) Esquentadores de elevado rendimento/termostáticos;
b) Caldeiras de condensação;
c) Bombas de calor (aerotérmicas e geotérmicas);

Esta medida visa melhorar a eficiência dos sistemas, que têm por função suprir as necessidades de energia, quer para aquecimento, quer para arrefecimento, garantindo condições de grande conforto interior.

– Aplique sistemas que recorram a fontes de energia renovável, como o solar térmico, solar fotovoltaico, eólico, mini-hídrica, geotermia, aerotérmica e geotérmica (bombas de calor), biomassa, entre outros. Equipamentos que recorram a fontes de energia renovável contribuem para o desempenho energético de um edifício, permitindo reduzir determinadas necessidades energéticas, quer para aquecimento, quer para arrefecimento ou produção de A.Q.S. Esta influência é notória na classe energética de um edifício, permitindo obter edifícios com classes energéticas A+.
…e a escolha e utilização de eletrodomésticos (Fonte: ERSE)

– Opte por comprar equipamentos com etiqueta energética das classes A+ ou A++

– Computadores e Monitores: Opte pelos que apresentam a etiqueta Energy Star

– Desligue sempre os aparelhos no interruptor e nunca em standby. As extensões com acessos múltiplos facilitam este processo.

– Frigoríficos e combinados: Escolha um que seja adequado às suas necessidades, considerando a dimensão do seu agregado familiar. Instale-os em locais frescos e ventilados e afastados de fontes de calor como o fogão, forno e exposição direta à luz solar. Mantenha a temperatura de 5º no compartimento de refrigeração e de -18º no de congelação. Limpe regularmente e garanta que as portas fecham e isolam corretamente.

– Máquinas de lavar a loiça: Utilizar nos períodos noturnos. Maiores vantagens se tiver um ciclo de contagem de consumo de energia bi-diário ou tri-diário. Os programas económicos e de baixa temperatura também reduzem o consumo de energia. Mantenha os filtros sempre limpos.

– Máquinas de lavar e/ou secar roupa: Opte por equipamentos bitérmicos. Trabalhe sempre com a carga máxima e a evite a pré-lavagem. Utilizar programas de baixas temperaturas. Na dúvida, opte por centrifugar em vez de secar a roupa – Poupa o consumo e a carteira agradece.

– Forno: Sabia que, cada vez que abre a porta do forno enquanto está a funcionar, a perda energética pode chegar aos 20%? Evite fazê-lo. Utilize, de preferência, recipientes de cerâmica e de vidro. Quando estiver quase a terminar, desligue o fogão: o calor já existente concluirá o processo.