Preços do gás natural descem 18,5% até julho

Preços do gás natural descem 18,5% até julho

Categoria Ambiente, Energia

A Entidade Reguladora dos Serviços Energéticos (ERSE) vai propor uma descida de 18,5% das tarifas de gás natural para os clientes domésticos, que irá realizar-se em duas fases. Esta é a maior descida de sempre na energia, explica o Negócios.

A partir de 1 de maio, as faturas das famílias vão descer 6,1% e, a partir de 1 de julho, sofrem uma nova queda de 13,3%. Na prática, segundo as contas do regulador do setor de energia, a proposta da descida dos preços a partir de julho implica uma redução de cerca de 2,36 euros numa fatura mensal de 10,61 euros e de 4,63 euros numa conta média de 20,03 euros.

Para as pequenas empresas, a descida ainda é mais acentuada, acumulando uma redução de 21,1%: 7,5% a partir de maio e 14,6% a partir de julho. Já para os clientes de média pressão (empresas), as tarifas descem 10,2% em maio e 20,2% em julho, numa queda total de 28,4%.

“Este é o segundo ano consecutivo que vamos ter uma taxa de variação negativa das tarifas de gás natural”, sublinhou Vítor Santos, presidente da ERSE. Além disso, as descidas propostas pela ERSE são as mais significativas nos preços finais da energia em Portugal. No ano passado, a variação negativa situou-se nos 7,3%.

Com as novas tarifas, “os preços em Portugal vão convergir com os de Espanha e vão aproximar-se dos valores médios praticados na Europa”, sustentou Vítor Santos.