Prio inaugura o primeiro coletor de óleos usados

Prio inaugura o primeiro coletor de óleos usados

Categoria Ambiente, Resíduos

A Prio inaugurou a passada sexta-feira o primeiro oleão, no posto da Gafanha da Nazaré, segundo anunciou em comunicado. Um investimento de 3 milhões de euros que prevê estar concluído em 2020, com a instalação de 850 coletores. Passou, deste modo, a ser o principal coletor de óleos alimentares usados no mercado português.

O biodiesel tem vindo a ser encarado como uma ferramenta de redução de dióxido de carbono, ganhando uma importância crescente na promoção da sustentabilidade.

Com este investimento na recolha de óleos usados, a Prio propõe uma alternativa mais ecológica, sustentável e que promove a reciclagem, em detrimento da utilização do óleo de palma que, segundo dados de associações ambientais, é ainda o mais consumido a nível europeu, constituindo uma ameaça à floresta tropical e que, apesar de ser o biocombustível mais barato, é também o mais poluente.

Integrada na Semana Europeia da Gestão de Resíduos, que visa sensibilizar a população para a problemática dos resíduos, com a instalação dos oleões nos postos de abastecimento, a Prio espera que se consiga alcançar a meta de recolha, após uso, de cerca de 30% dos 110 milhões de litros de óleo alimentar vendidos anualmente em Portugal.

“Este é um momento importante para a Prio, pois marca o arranque de um projeto estruturante que vem beneficiar toda a cadeia de valor integrada da indústria dos biocombustíveis. Hoje, a PRIO é a empresa que, a nível nacional, maior quantidade de biodiesel exporta e também aquela que transforma em biocombustível a maior quantidade de resíduos”, refere Pedro Morais Leitão, CEO da empresa.

Na região de Aveiro serão instalados 5 oleões, distribuídos pelos postos de abastecimento da Gafanha da Nazaré, Avanca, Estarreja, Albergaria-a-Velha e Vagos.

Este é um investimento para os próximos 4 anos, que está previsto ficar concluído em 2020 e que arranca agora com a inauguração do primeiro oleão no posto da Gafanha da Nazaré. Até ao final do ano, serão instalados 45 unidades de oleões tradicionais e 5 unidades de oleões avançados, nos postos Prio por todo o país. Em 2017, a PRIO espera instalar 50 oleões avançados e 50 tradicionais. 2018 terá um aumento considerável, com 150 unidades de recolha avançadas e 150 tradicionais. 2019 e 2020 já serão exclusivamente dedicados às unidades avançadas, com a instalação de 200, por ano.