Prio investe 11 milhões para se aproximar das quatro grandes petrolíferas

Prio investe 11 milhões para se aproximar das quatro grandes petrolíferas

Categoria Ambiente, Energia

Aumentar a quota em Portugal no mercado de combustíveis e no de gás petróleo liquefeito. É com estes dois objetivos em mente que a Prio vai investir 11 milhões de euros na sua infra-estrutura logística em Aveiro.

Primeiro, a companhia vai investir seis milhões de euros no parque de gasolinas. Esta obra de expansão vai ter início em setembro e vai estar concluída em fevereiro de 2017.

“Nos últimos quatro anos apresentámos taxas de crescimento bastante boas, temos abertos bastantes postos”, disse ao Negócios o administrador Emanuel Proença. “E continuamos com vontade de crescer enquanto empresa”, com destaque para a região de Lisboa.

A gasolineira nacional conta atualmente com 220 postos em Portugal, que fazem dois milhões de abastecimentos mensais.

É na Região Centro que a sua atividade está concentrada.

A companhia conta atualmente com uma quota de mercado de 8% a 9% e assume a ambição de crescer face às quatro grandes petrolíferas: Galp, Repsol, BP e Cepsa.

“Temos como meta chegar aos 10% de quota de mercado em termos de volume de vendas no próximo ano”, declara o responsável.

Já o segundo investimento, no valor de cinco milhões de euros, vai servir para expandir também a capacidade de armazenamento do parque de gás petróleo liquefeito (GPL). Esta expansão deverá estar concluída no final do próximo ano.

A companhia conta com uma quota de 1,5% neste mercado, onde entrou há quatro anos, e assume que quer continuar a crescer.