Programa Life da União Europeia apoia três projetos nacionais

Programa Life da União Europeia apoia três projetos nacionais

A Comissão Europeia aprovou um pacote de investimento de 222,7 milhões de euros financiados pelo orçamento da UE no intuito de apoiar a transição da Europa para um futuro mais sustentável e com baixas emissões de carbono. O financiamento da UE fomentará ainda, investimentos adicionais, num total de 398,6 milhões de euros para aplicação em 144 projetos novos em 23 Estados-Membros.

Este apoio provém do programa LIFE e debruça-se maioritariamente sobre o ambiente e a ação climática. Serão afetos, 323,5 milhões de euros a projetos nos domínios do ambiente e utilização racional dos recursos, natureza e biodiversidade, assim como da governação e da informação em matéria de ambiente.

Em Portugal, foram contemplados três projetos, com um financiamento global de 7,3 milhões de euros, dois na vertente «Ambiente e eficiência de recursos» e um na vertente «Adaptação às alterações climáticas». No primeiro âmbito, o LIFE PAYT do Instituto Politécnico de Coimbra, que propõe criar um sistema PAYT  (pagar pelo produzido) integrado em cinco cidades do sul da UE: Lisboa, Condeixa e Aveiro (Portugal), Vrilissia (Grécia), e Larnaca (Chipre); e o LIFE Index-Air  do Instituto Superior Técnico, relacionado com a gestão da qualidade do ar.

Quanto à segunda vertente, o programa irá financiar o projeto LIFE-MONTADO-ADAPT (Associação de Defesa do Património de Mértola), que  tem como objetivo a introdução de tecnologias inovadoras de adaptação às alterações climáticas nos ecossistemas de montado, em Portugal e de defesa em Espanha.

O programa LIFE é o instrumento de financiamento da UE para o ambiente e a ação climática. Foi lançado em 1992 e já permitiu cofinanciar mais de 4 300 projetos em toda a UE e em países terceiros.