Quercus e Fundação Luso querem preservar o património hídrico do Luso

Quercus e Fundação Luso querem preservar o património hídrico do Luso

Categoria Ambiente, Florestas

A Quercus e a Fundação Luso vão realizar esta sexta-feira, mais uma importante ação de valorização do ecossistema da Serra do Buçaco, mediante a plantação de mais 2.500 árvores autóctones no perímetro de protecção do aquífero da Água de Luso.

Em 2016, o número de árvores plantadas no local será assim de 10.000, num total de 30.000 árvores plantadas desde 2014, ano em que se iniciou esta parceria pioneira por três anos ( 2014 a 2016 ). As duas entidades têm vindo a desenvolver várias iniciativas com o objetivo de garantir a preservação futura do património hídrico e natural do Luso, onde nasce a Água de Luso, bem como para o desenvolvimento sustentável da Região.

A acção agendada para hoje prevê a plantação de 2.500 árvores e arbustos no Perímetro Florestal do Buçaco e insere-se na criação de 24 hectares de bosquetes de árvores e arbustos autóctones (Carvalho-roble, Azevinho, Tramazeira, Borrazeira-preta, Teixo, Sobreiro, Loureiro), com o objetivo de facilitar a recarga do aquífero através da infiltração da precipitação e da sua circulação em profundidade, sendo também removidas as espécies exóticas invasoras.

Os voluntários desta acção são colaboradores da Sociedade da Água de Luso (SAL), da Quercus, do Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas (ICNF) da Fundação Mata do Buçaco e da comunidade local (JFLuso).

Todas as plantas serão colocadas de forma dispersa para que, no futuro, se possam produzir sementes suficientes e as áreas de ocupação dos habitats se possam expandir através de regeneração natural, assegurando as ações de retancha (substituição de árvores mortas). Vai também ser dada continuidade às ações de controlo de vegetação herbácea e arbustiva nas áreas contíguas às intervenções, com a colaboração ativa do ICNF (Instituto da Conservação da Natureza e das Florestas), entidade que gere o Perímetro Florestal da Serra do Buçaco.

Segundo João Branco, Presidente da Quercus, “esta parceria tem uma importância nacional, uma vez que é na Serra do Buçaco que se encontra uma das melhores reservas estratégicas de água do nosso país”.

Para Nuno Pinto de Magalhães, Presidente da Fundação Luso, “esta é uma ação de enorme alcance no quadro da estratégia de sustentabilidade e de responsabilidade corporativa que definimos para a marca Água de Luso. Ao protegermos e valorizarmos o património hídrico e natural do Luso, onde nasce a Água de Luso, estamos a assegurar o seu futuro para as gerações vindouras. E esta parceria com a Quercus visa precisamente esse objetivo, que é o de proteger um recurso natural e contribuir assim para o desenvolvimento sustentável da Região”.