Quercus: Saiba como pode colaborar com os Centros de Recuperação de Animais Selvagens

Quercus: Saiba como pode colaborar com os Centros de Recuperação de Animais Selvagens

Desde a fundação dos Centros de Recuperação de Animais Selvagens que a Quercus recebe, um pouco por todo o país, animais selvagens feridos e debilitados a necessitarem de apoio veterinário e outros cuidados com vista a sua recuperação.

Atualmente, a Quercus gere três centros de recuperação que integram a rede nacional de centros sob tutela do Instituto da Conservação da Natureza: o Centro de Estudos e Recuperação de Animais Selvagens de Castelo Branco (CERAS), o Centro de Recuperação de Animais Selvagens de Montejunto (CRASM) e o Centro de Recuperação de Animais Selvagens de Santo André (CRASSA).

Segundo a Quercus, o objetivo principal dos centros de recuperação é a recepção de animais selvagens debilitados, sua recuperação e devolução ao meio natural.

“A recuperação dos animais tem como finalidade última contribuir para a conservação da Natureza, sendo dada prioridade a animais de espécies ameaçadas”, lê-se no site. Desta forma os centros constituem também uma “fonte importante de informação permanente sobre os factores de ameaça às populações de fauna”. Poderão também ser realizados, paralelamente, estudos relativos à biologia das espécies, programas de reprodução em cativeiro, acções de educação ambiental e acções de formação, sempre que estas atividades não interfiram com o processo de recuperação dos animais.

Aceda aqui e fique saber melhor o contributo destes centros para a conservação da Natureza e da biodiversidade.