Redecor: Implementação de planos de prevenção e controlo de Legionella em edifícios

Redecor: Implementação de planos de prevenção e controlo de Legionella em edifícios

Categoria Águas, Ambiente

Por Milene Condeça, Engenheira Química na Redecor

A implementação de um Plano de Prevenção e Controlo de Legionella, bem como um Plano de Controlo da Qualidade de Água em edifícios, permite prevenir a contaminação de todo o sistema atempadamente e consequentemente proteger a saúde pública.

O Decreto lei 52/2018 estabelece o regime de prevenção e controlo da doença dos legionários (legionella), definindo procedimentos relativos à utilização e à manutenção de redes, sistemas e equipamentos propícios à proliferação e disseminação da Legionella e estipula as bases e condições para a criação de uma estratégia de prevenção primária e controlo da bactéria Legionella em todos os edifícios e estabelecimentos de acesso ao público, independentemente de terem natureza pública ou privada.

Agir preventivamente implementando um Plano de prevenção e controlo de Legionella poderá gerar uma poupança de cerca de 75% da água comparando com um cenário de contaminação, onde é necessário na maioria das vezes recorrer a um choque químico em todo o sistema de distribuição de água do edifício e subsequente limpeza do mesmo. Nestas operações, estima-se necessário gastar pelo menos três vezes o volume de enchimento de todo o sistema de água a desinfetar no edifício, para além do tempo e impossibilidade de permanência no interior do mesmo.

Desta forma, para além de uma melhor gestão deste recurso, também se evita a utilização de produtos químicos. No sentido de prestar um serviço de qualidade e de direcionar esforços na proteção do meio ambiente a Redecor utiliza em caso de descontaminação química, produtos 100% biodegradáveis, aprovados como biocidas TP4, para utilização em superfícies em contacto com os géneros alimentícios, e segue todas as recomendações das autoridades competentes.

Seguir a implementação de um plano de gestão eficaz, e dinâmico, permite também conhecer os consumos reais dos edifícios, detetar atempadamente fugas que possam existir na rede ou em equipamentos. De acordo com as características da água de cada edifício é também possível determinar tratamentos específicos, os melhores processos e produtos para tratamento da água e higienização, que auxiliam um menor consumo de água, para além da proteção dos equipamentos produtivos, de aquecimento ou arrefecimento, contribuindo também para uma melhor eficiência energética.

A boa gestão e operação de um edifício, deve ter em conta principalmente a segurança e a preservação da saúde de todos os usuários, funcionários e prestadores de serviço, sendo importante cumprir o plano de manutenção, inerente ao plano de prevenção de Legionella. Os sistemas de segurança deverão estar disponíveis e o controlo da qualidade dos recursos naturais, nomeadamente a água, deverão estar dentro dos padrões definidos pela legislação em vigor.
Desta forma, a Redecor tem ao dispor todos os meios e metodologias necessárias à implementação de um Plano de Prevenção e Controlo de Legionella eficaz, e técnicos qualificados com elevada experiência no sector, prestando também consultoria e formação na área.

Esta entrevista foi publicada na edição 85 da Ambiente Magazine.