Siemens continua a crescer em encomendas, receitas e rentabilidade

Siemens continua a crescer em encomendas, receitas e rentabilidade

Categoria Ambiente, Energia

O segundo trimestre fiscal da Siemens AG, que terminou a 31 de março, foi marcado pelo crescimento das encomendas e das receitas, com um foco na rentabilidade. As receitas cresceram 5%, no segundo trimestre fiscal, tendo totalizado os 19 mil milhões de euros, com as encomendas a registarem um incremento de 7%, para os 22,2 mil milhões de euros.
Excluindo os efeitos das oscilações cambiais, as encomendas registaram um crescimento de 10% e as receitas na ordem dos 7%. Os resultados líquidos da Siemens atingiram os 1,4 mil milhões de euros, no segundo trimestre fiscal, o que comparam com os 3,9 mil milhões do trimestre homólogo, tendo sido afetados por um desinvestimento nas áreas na divisão da BSH Bosch e na Siemens Hausgerate GmbH.
“Apesar dos desafios cíclicos, a rentabilidade aumentou 100 pontos base quando comparado com o homólogo, para os 15,1%”, afirmou Joe Kaeser, CEO da Siemens AG, no seu discurso durante a apresentação de resultados. Apesar deste desempenho, Kaeser mostrou-se prudente: a estimativa da Siemens é que “nos próximos trimestres haja uma recuperação mais lenta, do que um crescimento efetivo”.