SMAS de Sintra disponibiliza gratuitamente 600 compostores domésticos à população

SMAS de Sintra disponibiliza gratuitamente 600 compostores domésticos à população

Categoria Ambiente, Resíduos

Os Serviços Municipalizados de Água e Saneamento de Sintra (SMAS de Sintra) avançam, esta quinta-feira, com o projeto “Compostagem é Reciclar e Reutilizar-Ser Melhor pelo Ambiente!”, que contempla a disponibilização gratuita de 600 compostores domésticos. O projeto representa um “investimento inicial dos SMAS de Sintra de cerca de 50 mil euros”, lê-se num comunicado.

Os compostores serão disponibilizados à população de Sintra que submetam a sua candidatura em formulário online e disponham de espaço (quinta, horta, jardim ou terraço com espaço em terra) para colocar o equipamento com capacidade de 330 litros. As inscrições, segundo a entidade responsável de Sintra, serão analisadas por “ordem cronológica de submissão até ao limite de 600 compostores”, sendo que, “a entrega dos equipamentos será efetuada nas instalações dos SMAS, em data e hora a designar”.

Mediante a assinatura de Declaração de Aceitação das normas de participação, os munícipes assumem o compromisso de utilizar o equipamento exclusivamente para o fim previsto, ou seja, a valorização de matéria orgânica, como restos de alimentos não cozinhados (vegetais, frutas e outros alimentos crus), e resíduos de jardins e hortas, para produção de fertilizante. Os SMAS de Sintra efetuarão, ainda, o acompanhamento e monitorização do projeto, através de visitas periódicas ou aleatórias aos participantes, a quem serão disponibilizados ainda um “Guião de Compostagem” e o apoio técnico necessário para o bom desenvolvimento do projeto, incluindo a realização de ações de formação.

O novo projeto de compostagem dos SMAS de Sintra tem por objetivo sensibilizar para o aproveitamento dos restos de alimentos não cozinhados e da manutenção dos jardins e hortas, para a produção de um fertilizante rico em nutrientes (composto orgânico). Ao potenciar a valorização dos resíduos orgânicos, o projeto visa, segundo os SMAS de Sintra, a “redução do seu encaminhamento para incineração ou aterro, mas também sensibilizar a população para a necessidade de diminuir a deposição de resíduos indiferenciados”.

Para concretizar este objetivo, além dos “600 equipamentos domésticos”, os SMAS de Sintra vão disponibilizar “100 compostores comunitários, com capacidade de 1.000 litros, para condomínios e entidades privadas (empresas), escolares e sociais (instituições de infância ou terceira idade)”, refere o mesmo comunicado.

Os SMAS de Sintra entregaram os primeiros compostores comunitários em meados do último mês, nas hortas solidárias da Câmara Municipal de Sintra, situadas em Rio de Mouro, Cacém, Monte Abraão e Pego Longo (Belas). No início de 2020, a entidade já tinham promovido, em conjunto com Tratolixo (empresa intermunicipal de Sintra, Cascais, Oeiras e Mafra), o projeto de compostagem “Faça mais, para fazermos melhor”, que consistiu na atribuição gratuita de 300 compostores domésticos.