SPV partilha dicas que ajudam a uma menor pegada ambiental

SPV partilha dicas que ajudam a uma menor pegada ambiental

Dar prioridade aos objetos recarregáveis ou reutilizáveis, alugar e partilhar produtos, dar uma nova vida aos objetos que já não utiliza e, claro, reciclar. Estas são algumas das dicas, partilhadas em comunicado, da Sociedade Ponto Verde (SPV) para “evitar a produção excessiva diária de resíduos” e que se enquadram no tema dos “resíduos invisíveis”, escolhido para assinalar a edição deste ano da Semana Europeia da Prevenção de Resíduos, que decorre até 29 de novembro.

No âmbito desta Semana é lançado um desafio aos consumidores: tomar consciência da enorme quantidade de resíduos que todos geramos sem saber. Por isso, afirma a SPV, é necessário tornar esse “desperdício visível” para se “tomar decisões informadas ao escolher qual produto a comprar e assumir a responsabilidade pela nossa pegada ecológica”.

A SPV partilha assim aqueles que podem ser os pequenos gestos de cada um:

  • Quando compra produtos embalados garanta que as embalagens seguem para reciclagem;
  • Procure nas embalagens iconografia que o ajuda a saber reciclar mais e melhor;
  • Dê prioridade a objetos recarregáveis ou reutilizáveis, reciclados ou feitos de materiais recicláveis e aos produtos com o rótulo ecológico europeu;
  • Prolongar a vida útil dos produtos reparando e reutilizando;
  • Alugar e partilhar produtos;
  • Dar uma nova vida aos objetos que já não utiliza, como roupa ou calçado, oferecendo-os a alguma instituição ou a alguém que necessite;
  • Utilizar sempre a opção frente e verso quando faz impressões;
  • Reutilizar documentos antigos como folhas de rascunho;
  • Aproveite a luz natural da casa, abrindo as janelas e evitando acender as lâmpadas desnecessariamente;
  • 90% dos lares com ecoponto doméstico separam todos os materiais de embalagem. Se precisa de ideias para ter o seu ecoponto doméstico, consulte aqui;
  • Quando não está a utilizar dispositivos eletrónicos como computador, carregadores ou outros eletrodomésticos devem desligá-los da corrente elétrica;
  • Quando vai às compras opte por utilizar sacos de compras reutilizáveis;
  • Tire todas as dúvidas sobre reciclagem de embalagens;
  • Os mais novos têm um papel importante na proteção do ambiente e as escolas são o espaço ideal para pôr bons hábitos em prática;
  • Pensar, desenhar e produzir uma embalagem desde a origem para gerar menos resíduo e ser mais reciclável.

Além do papel do cidadão, a SPV refere que a “criação de sinergias entre todos os elementos da cadeia de valor dos resíduos” desde fornecedores de embalagens, embaladores, SGRU e Retomadores, permitirá que, ao “longo do tempo e em permanência”, seja possível a “identificação de oportunidades de melhoria no que diz respeito às embalagens que são colocadas no mercado”.

O contributo da SPV para esta matéria tem sido consistente. Atuando em dois eixos – o da redução e o da reciclabilidade – a entidade tem vindo a lançar diversas iniciativas em áreas como o “design for recycling” e na inovação e prevenção para promover mais e melhor reciclagem.

A SPV assenta esta estratégia numa permanente parceria com os seus clientes, colocando ao seu dispor instrumentos alinhados com as necessidades do mercado, apoiando o investimento em projetos de Investigação e Desenvolvimento que permitam desenvolver melhores soluções de embalagens.Projetos como o Ponto Verde Lab, a iniciativa Talk4Recycling, a nova Iconografia de Reciclagem e a participação nos Grupos de Trabalho do Pacto Português para os Plásticos são exemplos do compromisso da entidades com o tema da prevenção de resíduos.