Subiu para 238 número de mortos em sismo que atingiu Afeganistão e Paquistão

Subiu para 238 número de mortos em sismo que atingiu Afeganistão e Paquistão

O número de mortos devido ao forte sismo que hoje abalou o Afeganistão e o Paquistão subiu para pelo menos 238, segundo um novo balanço das autoridades locais. O registo anterior dava conta de pelo menos 160 mortos e mais de mil feridos nos dois países.

As autoridades afegãs admitem, no entanto, que estes números deverão aumentar quando conseguirem recuperar a comunicação com as zonas mais isoladas daquele país. “Algumas redes de comunicações móveis estão danificadas e estamos a tentar descobrir como podemos contactar com as províncias com as quais não conseguimos estabelecer, até agora, contacto”, afirmou o chefe do governo afegão, Abdullah Abdullah, durante uma reunião de emergência do executivo.

Segundo o Instituto Geológico dos Estados Unidos (USGS), o epicentro do sismo situou-se em Jurm, nas montanhas da província de Badakhshan, no extremo nordeste do Afeganistão, a uma profundidade de 213,5 quilómetros. O abalo durou pelo menos um minuto e foi sentida pelo menos uma réplica pouco depois de magnitude 4,8, segundo o USGS. O forte sismo foi sentido no Afeganistão, Paquistão e Índia.