“Teaming” do Horizonte 2020 financia dois projetos portugueses

“Teaming” do Horizonte 2020 financia dois projetos portugueses

Categoria Advisor, Investigação

A Comissão Europeia, ao abrigo do instrumento “Teaming” do programa Horizonte 2020, selecionou 30 novos projetos para financiamento, que irão contribuir para reduzir as diferenças nas áreas de investigação e inovação entre os Estados‑Membros da UE.

Carlos Moedas, comissário europeu responsável pela Investigação, Ciência e Inovação e pelo programa Horizonte 2020, afirmou que esta iniciativa “trata-se de um instrumento que permite estabelecer pontes, reforçar laços, partilhar conhecimentos entre instituições de excelência e diminuir as diferenças entre os países no campo da Investigação e da Inovação”.

Em Portugal, foram selecionados o projeto BIOPOLIS do Instituto de Ciências Tecnologias e Agroambiente da Universidade do Porto que, em parceria com a Universidade de Montpellier, em França, fomenta um ambiente de investigação internacional e multicultural com investigadores de vários países organizados em grupos temáticos de investigação na área da biodiversidade e dos recursos genéticos.

O outro projeto português selecionado chama-se LIS-Water e é coordenado pelo Laboratório Nacional de Engenharia Civil, que desenvolve parceria com a Universidade de Cranfield, no Reino Unido, e com o Instituto de Gestão de Empresas, de Paris. Este projeto tem por finalidade a criação de um centro de em Portugal no setor da água e atrair especialistas mundiais, nacionais e estrangeiros, centrando-se no desenvolvimento e na disseminação do conhecimento sobre políticas públicas, regulação e gestão de recursos hídricos e dos serviços de águas.

Cada um destes projetos irá receber até 400 mil euros para desenvolverem as investigações durante 12 meses.