Um dos quatro rinocerontes-brancos que existem no mundo morreu

Um dos quatro rinocerontes-brancos que existem no mundo morreu

Um dos quatro rinocerontes-brancos que existem em todo o mundo morreu domingo, no Jardim Zoológico de San Diego, nos Estados Unidos.

Nola, uma fêmea de 41 anos, lutava há vários meses contra uma infeção bacteriana e vários problemas de saúde relacionados com a idade e, por isso, foi abatida.

Nas últimas 24 horas, o estado de saúde do animal piorou e os veterinários tiveram de o matar recorrendo à eutanásia, refere um comunicado do zoo.

Nola chegou ao jardim zoológico de San Diego, em 1989, proveniente da República Checa, e era uma das espécies mais acarinhadas pelos visitantes.

Agora só sobram três, todos na reserva Ol Pejeta, no Quénia.