Unidade 1 de Almaraz encontra-se em “situação estável”

Unidade 1 de Almaraz encontra-se em “situação estável”

Categoria Ambiente, Energia

A Central Nuclear de Almaraz, em Espanha, informou que a Unidade 1, que sofreu hoje uma paragem não programada, encontra-se em “situação estável” e assegurou que “todos os controlos e proteções” funcionaram corretamente, avança a Lusa. Em comunicado, a central adianta que os funcionários estão investigar a anomalia e a realizar testes e inspeções para voltar a ligar a rede elétrica da unidade.

A Central Nuclear de Almaraz, “seguindo os procedimentos estabelecidos”, notificou o Conselho de Segurança Nuclear (CSN) sobre a paragem não programada ocorrida às 09:57 de hoje [08:57 de Lisboa] na Unidade 1.

Informámos o CSN que “tinha ocorrido uma interrupção não programada na Unidade 1 devido à paragem da bomba principal número dois, como consequência da perda de potência da referida bomba”, refere o comunicado. “A Unidade 1 encontra-se atualmente em situação estável tendo funcionado corretamente todos os controles e proteções”, assegura no comunicado a central, que fica a cerca de cem quilómetros de Portugal.

A situação foi denunciada pelo Movimento o Movimento Ibérico Antinuclear (MIA) e a Associação Ecologistas em Ação que reiteram a sua exigência para que não seja renovada a autorização de funcionamento da central de Almaraz, que tem licença até 2020.

“Esta acumulação de incidentes, ainda mais quando acontece no mesmo sistema de alimentação elétrica, mostra claramente que a central trabalha, a cada dia que passa, com a segurança mais degradada”, adverte o Movimento Ibérico Antinuclear, composto por várias organizações portuguesas e espanholas, e os Ecologistas em Ação.

Para os ambientalistas, é imperativo a realização de uma investigação para averiguar a causa específica dessas falhas repetidas. “A causa principal é claramente o envelhecimento progressivo da central, que aconselha a que não seja prolongado o seu funcionamento”, vincam no comunicado.