Católica no Porto propõe cozinhar pratos mais “verdes” e sustentáveis

Católica no Porto propõe cozinhar pratos mais “verdes” e sustentáveis

A Escola Superior de Biotecnologia da Católica, no Porto, o Mercado Temporário do Bolhão, a Escola Superior de Hotelaria e Turismo e a Profitecla (Escola Profissional) uniram-se numa ação que visa promover uma maior consciencialização para uma alimentação mais verde e sustentável. Segundo o comunicado enviado pela Universidade, o showcooking vai decorrer amanhã, dia 12 de julho, às 11h00, no Mercado Temporário do Bolhão. As leguminosas vão ser assim o ingrediente principal e a base das receitas do chef italiano Antonio Leoci.

Aberto ao público, o showcooking irá também reunir cerca de cinquenta especialistas europeus nas áreas da agricultura, alimentação, política e sustentabilidade que vão aprender a confecionar alguns pratos portugueses, entre outos, com leguminosas. A iniciativa realiza-se no seguimento do segundo encontro da Rede de Inovação de Leguminosas no Mediterrânico – um evento organizado pela Escola Superior de Biotecnologia e pela Eurest (multinacional ligada a serviços de restauração) –, que decorreu no dia 9 de julho, com o tema “Transição do consumidor para dietas baseadas em leguminosas mais sustentáveis”.

Estes momentos enquadram-se no projeto europeu TRUE – Percursos de Transição Para Sistemas de Produção Sustentáveis Baseados nas Leguminosas na Europa –, que promove sistemas de agricultura sustentáveis ​​à base de leguminosas. Financiado pela União Europeia, no âmbito do Horizonte 2020, o projeto envolve 24 parceiros de 10 países europeus – Alemanha, Croácia, Dinamarca, Eslovênia, Espanha, Grã-Bretanha, Grécia, Hungria, Irlanda e Portugal –, incluindo parceiros académicos e empresas que operam na produção e processamento de leguminosas, distribuição e comercialização. Em Portugal, o projeto é liderado por uma equipa de investigadores da Escola Superior de Biotecnologia.